Bruce Dickinson: "O problema não está em morrer, mas, sim, em viver"



Em entrevista ao Full Metal Jackie, Bruce Dickinson falou sobre a sua visão de mortalidade desde que foi diagnosticado com câncer.

"A ideia de ter medo de morrer é bem simplória, pois isso vai acontecer, de alguma forma, em algum momento. Então, tendo pensado um pouco 'oh meu Deus, eu posso morrer', depois você dá um passo para trás e se pergunta: 'você se sente doente?'. A resposta é: não muito, pelo menos não agora. Não vou morrer amanhã, nem na próxima semana. Então, o que mudou? Não muito. Exceto que você tem essa doença e precisa tentar se livrar dela. O problema não está em morrer, mas, sim, em viver.

O fato de viver se torna ainda mais importante, porque foi incrível que quando tive o diagnóstico, eu fiquei surpreso. Não pensei que seria assim - achei que ficaria preocupado por nunca mais voltar a cantar. Mas, na verdade, eu não estava. Isso não me interessou minimamente.

Percebi que a vida e todos os aspectos dela, como crianças, família, levantar de manhã e ver o nascer do sol, cheirar as folhas no outono... tudo isso era mais precioso do que qualquer coisa a ver com trabalho ou algo do tipo. Acho que você deve tentar viver cada minuto".

Fonte: Whiplash.Net
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »