Steve Harris: "Nunca tivemos medo de tocar material novo"



O baixista Steve Harris concedeu entrevista para Gregg McQueen do The Aquarian Weekly e falou sobre a nova turnê do Iron Maiden. Confira alguns trechos.

Os shows desta turnê trazem várias músicas do novo álbum do Iron Maiden, "The Book Of Souls". Como vocês decidem quais novas faixas tocarão?

Sempre tem um certo desafio nisto. Mas as canções tendem a se escolher por si próprias. É óbvio que temos que abrir o show com uma música do novo álbum, e automaticamente acabamos escolhendo a faixa-título. A partir daí tudo se torna mais difícil, pois muitas das novas faixas são longas. Não é fácil definir o set, de fato. Alguns setlists surgiram espontaneamente, mas não foi o que aconteceu nesta turnê.

Como os fãs receberam as músicas do "The Book Of Souls"?

Sempre que tocamos material novo, algo eventualmente acaba se tornando clássico. Na verdade não tem como se tornar clássico se não tocarmos. Nenhuma música nova é tão atrativa quanto o material antigo, que obviamente todos fãs conhecem. Mas nunca tivemos medo de tocar material novo, isto mantém a gente e a plateia revigorados. Nas turnês feitas entre álbuns podemos montar um set com coisas antigas e escolher canções que não tocamos há vinte anos ou mais. Mas escolher material novo é difícil. Há pessoas que querem ouvir um jukebox, mas não somos assim, não achamos que isto seja correto.

Qual é o próximo horizonte do Iron Maiden após o final da The Book of Souls Tour? Vocês já conversaram sobre um outro álbum?

Eu gostaria de fazer outro disco. Acho que todo mundo, quando terminamos o último, disse logo depois que queria fazer outro. Tenho certeza de que vamos fazer em algum momento. Talvez, em primeiro lugar, a gente continue a fazer mais algumas turnês, vamos ter que ver. Mas eu não vejo uma razão pela qual não devemos fazer outro álbum em algum momento.

Entrevista completa (em inglês):
http://www.theaquarian.com

Fonte: Whiplash.Net

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »