Rod´s Diary – de Los Angeles à Seattle 2010

Rod Smallwood
1º de julho de 2010

São Bernardino fica a mais ou menos 80 milhas dos arredores de Los Angeles e tem um Anfiteatro bem equipado com capacidade para cerca de 40 mil pessoas , 12 mil sentadas e o resto espalhado por aí. Como a maioria das apresentações que ocorrem lá nós não esperávamos lotar a casa ( não dessa vez!) e qualquer público próximo aos 15 mil já esta de bom tamanho e nós conseguimos 25 mil então o anfiteatro estava incrível.

Felizmente a cerca de 8 milhas da avenida nos encontramos com nossa escolta policial, apesar de faltarem apenas 90 minutos para entrarmos no palco haviam centenas de carros parados num trânsito congestionado e caótico na rua que levava à entrada. Só existia um caminho para entrar e sair então é claro que o tráfego seguia sempre a mesma direção, e nós estávamos bem no meio. Conforme nós chegávamos cada vez mais perto milhares de fãs estavam chegando na entrada do Anfiteatro, vindo dos estacionamentos. Já tinha ficado claro pra gente aquela altura que haveria atraso, lembrança de São Paulo, em 2009, quando aproximadamente 20 mil fãs ainda esperavam para entrar no Autódromo quando eu cheguei lá. Bom, quando cheguei ao Anfiteatro encontrei nossos produtores para saber como estávamos, felizmente eles atrasaram o Dream Theater em 15 minutos para que os fãs restantes entrassem.

Estávamos marcados para às 08:50 e graças ao “ atraso do DT entraríamos às 09:10. Fizemos uma pequena reunião no backstage e decidimos entrar às 09:30 para assegurar que todo mundo tivesse entrado. Tudo isso acabou deixando um espaço de tempo de 50 minutos do horário que estávamos programados para entrar, um intervalo muito maior do que nós gostaríamos e muito injusto para nossos fãs. Então um pronunciamento teve que ser feito ao público para avisar que já estava tudo pronto para o show mas a banda estava esperando todo mundo adentrar à arena. Eu escrevi uma pequena declaração para anunciar no palco, apenas avisando que nós estávamos preparados mas ainda haviam milhares de fãs fora, então se todo mundo estivesse de acordo, nós esperaríamos até as 09:30 em ponto e pedi paciência a todos , disse para pegarem uma cerveja , irem ao banheiro os viajassem um pouco por 25 minutos. Como eu já sempre estou nessas circunstancias eu sei que se você for claro e honesto com o público eles responderão positivavemente e mais uma vez esse foi o caso --- Acho que todo mundo pensa como se estivessem lá fora e como ficariam felizes em saber que a banda e o resto do público ficariam felizes em aguardar a entrada deles para poder começar o show. Me senti lisonjeado quando recebi as boas vindas do público quando fiz minha rara entrada no palco!! Então obrigado a todos que estiveram lá pela sua paciência.

No meio desse caos todo eu visitei o setor de convidados para dar boas vindas aos meus amigos e dizer um singelo “oi” para o pessoal da mídia, gravadora, etc... Como de costume em Los Angeles, Nova Iorque ou Londres havia muita gente e eu era assediado por pessoas com que eu realmente não queria falar e isso parava minhas conversas com quem eu gostaria de falar! Mas isso nunca mudará e é sempre a mesma coisa para qualquer banda.

Eu não sei ao certo o que acontece com o Iron Maiden, provavelmente uma energia incrível, mas eles quase sempre conseguem acertar em cheio nos grandes shows e esse não foi exceção. A banda melhorava conforme tocavam e o show havia melhorado desde o começo em Dallas e esta noite foi de tirar o fôlego, a banda estava simplesmente fenomenal e tocávamos com uma precisão cirúrgica, Doug fez um trabalho excelente no retorno e nas caixas de som que parecia ser um show de um milhão de dólares. Eu sei que o Iron Maiden sempre chega no shows com tudo, todos os shows são importantes e os fãs, independetenmente do local ou da lotação merecem sempre o melhor, todos da banda sabem disso e eles sempre chegam pisando fundo, dando o melhor de si, muitas vezes indo aos seus limites.

Isso vem acontecendo muitas vezes na nossa história, os grandes shows sempre são acontecimentos incríveis onde a banda nunca faz menos que o melhor deles. Tensão, pressão, nervos, chame do que você quiser, mas funciona!! Ou será apenas eu sentindo a pressão e a observando de outro ângulo? Quem sabe?!?! Bom, tanto faz, eu fiquei na mesa de mixagem todo o tempo ( com minhas cervejas ) e eu tive uma grande noite. Eu acho que os fãs também tiveram, a aceitação foi incrível – agradeço se você estava lá e agradeço por ter cantado as músicas e pela sua paciência. Um show realmente incrível para todos, inclusive para a banda. Eu já disse várias vezes aqui o quanto é importante para a banda que o show tenha um bom som, um bom retorno e o quanto isso varia de acordo com o lugar e como nós, mesmo com excelentes técnicos nem sempre podemos concertar, mas nesta noite a banda disse que o som no palco estava excelente!

Quis ter a certeza de que nós sairíamos do palco direto para os carros com nossa escolta policial para podermos chegar no hotel para umas merecidas cervejas antes que eles fechassem!

No dia seguinte teríamos o show em Concord, outro Anfiteatro perto de São Francisco onde os ingressos se esgotaram no dia do show , um público de 12 mil e quinhentas pessoas. Eu no entanto não estava lá me dei um dia merecido de folga após tanto trabalho com as viagens e a agenda lotada da banda . Essa foi minha desculpa. Eu tive um dia tranqüilo com um almoço de lingüiças e purê de batatas num típico pub inglês, li alguns jornais de minha terra , tomei um pouco de Sol, e só chequei meu Blackberry umas 300 vezes!!!! Mas mesmo sem mim ouvi que o show foi maravilhoso!! Nicko, Janick e eu marcamos no pub sexta a noite para nos encontrarmos com várias pessoas para umas cervejas e la estava eu de volta na segunda para jantar com o pessoal da nossa equipe.

Vamos nos livrar logo das notícias de esportes , todo mundo sabe que a Inglaterra esta fora da copa. O que não é uma surpresa , baseadas numa performance sem energia, paixão ou compromisso. É difícil apoiar nosso time nacional se não gostamos da atitude de nossos jogadores – nem todos , por exemplo , Rooney da tudo dele, apesar de não parecer cansado em nenhum jogo da África do Sul. Eu vi o jogo contra a Argélia em um pub, é claro, acho que foi no sábado antes do show de San Bernadino ( numa turnês os dias se misturam e você acaba perdendo a noção do tempo! ) bom , eu vi os primeiros 10 minutos e graças a falta de empenho de alguns jogadores eu sai. Você poderia facilmente apostar num empate de zero a zero. Sem desrespeitar a Argélia, mas o jogo estava pobre, sem graça. Eu tinha visto o jogo da Eslovênia no mesmo dia. Nossa seleção fez um fraco 1- 0 e acabamos perdendo para um futebol mais emocionante e excitante da seleção alemã. Felizmente as coisas foram bem diferente nos dois esportes que eu amo – Rugby e Cricket. No cricket vencemos a Australia por 21-20 essa foi somente a terceira vez que ganhamos na terra deles.

Então, em Seattle em mais um Anfiteatro, mais 12 mil , mais um show incrível. Alguns comentários feitos pelo Bruce a respeito de downloads foram publicados pela mídia , em que o vocalista simplesmente odiava e enojada o formato mp3. Mas na verdade essa não foi a historia. Bruce ainda prefere música analogia do que CD´S e downloads e provavelmente eu também. Alguns discordam e preferem a conveniência dos mp3’s , Ipods, etc – Como foi dito você não consegue levar o Iron Maiden no metro lotado e você também não consegueria levar uma vitrola ! Mas como sempre esses comentários são sempre mal interpretados e direcionados pela mídia, mas isso é sempre comum.

Nós voamos até Vancouver, uma cidade linda e cheia de vida. Logo após o show toda nossa galera que deverá permanecer anônima fizemos uma festinha que durou a madrugada inteira. Afinal de contas nós estávamos no Canadá onde o Maiden sempre foi reverenciado durante os anos. Esperamos chegar nessa parte da história em breve.

PS – para aqueles que estão acompanhando esses diários pela primeira vez se você verificar os diários antigos de outras cidades eu menciono que a maioria dos shows serão cobertos e terão maiores detalhes sobre a cidade, se é do seu interesse. Isso não se aplica somente a América do Norte , mas sim a maioria dos lugares que passaremos nesta turnê.

Tradução: Fórum - Infinite Dreams
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »