Review: Quebec City Summer Festival

Por: Nicolas Houle / LeSoleil

"Há os fãs de música, os fãs de metal e os fãs do Maiden. Graças a vocês, nós continuamos. No continente da América do Norte e no Canadá, o coração do metal está aqui em Quebec!"

01. The Wicker Man
02. Ghost Of The Navigator
03. Wrathchild
04. El Dorado
05. Dance Of Death
06. The Reincarnation Of Benjamin Breeg
07. These Colours Don't Run
08. Blood Brothers
09. Wildest Dreams
10. No More Lies
11. Brave New World
12. Fear Of The Dark
13. Iron Maiden
14. The Number of the Beast
15. Hallowed Be Thy Name
16. Running Free


A observação a cima foi feita por Bruce Dickinson em um francês quase sem falhas. E, francamente, teria sido difícil contradizê-lo ontem. Não intimidados por trovoadas no período da tarde ou pela chuva durante a noite, os ventos mudaram nas planícies para receber o Iron Maiden.

"Há 50 mil pessoas aqui hoje", afirmou o vocalista no início do show, antes de mudar de idéia para 80.000. Dar números é sempre arriscado, mas podemos dizer que as planícies foram preenchidas a perder de vista. Os fãs não sairiam dali por nada: o sexteto estava em uma forma esplêndida. Bem a vontade, Dickinson saltava e Janick Gers não poupava os movimentos dramáticos com suas seis cordas, enquanto o resto do time tocava com muito rigor. Após apresentar o cenário - com uma estética futurista aderindo ao tema do álbum a ser lançado em agosto, The Final Frontier - os britânicos tocaram 'The Wicker Man' e o tom foi estabelecido: seria assim, acima de tudo o material mais recente, uma opção ousada, o que reflecte uma banda que envelhece bem e tem profundidade em seu repertório. 'These Colours Don't Run' foi um sucesso inegável, assim como 'Fear Of The Dark'. Em meio a tudo isso, uma nova composição: 'El Dorado' com uma parte onde Gers, Adrian Smith e Dave Murray trocam solos de guitarra brilhantes.



Como isto não pode ser um show do Maiden sem a presença do mascote Eddie, o monstro apareceu no final do show para se tornar o quarto guitarrista da banda. Para completar, alguns 'doces do passado', incluindo a sempre mágica 'The Number Of The Beast', como um lembrete. Os fãs a muito tempo sonhavam com um show do Maiden nas planícies e realizaram o desejo no que Dickinson descreveu como "histórico", assim como o Dream Theater, também bastante apreciado por todos e bem colocado na abertura.



Com um show desse tamanho, não podemos negar que o Festival de Verão continua crescendo mesmo após 43 anos, mas ainda assim tem que encontrar um canto para que os jornalistas possam escrever para seus leitores longe da chuva . Vamos lá, um pouco de esforço...

Matéria Original (em francês)
Iron Maiden: "Le coeur du metal, c'est à Québec"

Veja também...
Iron Maiden fait vibrer "le coeur du métal"
http://www.canoe.com

Iron Maiden au Festival d'été: un bon show mais...
http://www.showbizz.net

Iron Maiden en forme à Québec
http://lcn.canoe.ca

Vídeo! Iron Maiden à Québec: Danny Côté est sur place
http://videos.lcn.canoe.ca

Iron Maiden enflamme les Plaines d’Abraham!
http://www.quebecspot.com
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »