...

Bruce Dickinson: "As pessoas ainda pagam por música, mas de formas diferentes"



O vocalista do Iron Maiden, Bruce Dickinson, disse em entrevista exclusiva para o Energy Voice, que a atual crise do mercado de petróleo pode ser comparada ao que aconteceu com a indústria musical quinze anos atrás, quando a mesma não conseguiu se adaptar às mudanças trazidas pela Internet.

Dickinson relembrou as disputas judiciais e as milhares de pessoas que foram processadas por causa dos downloads ilegais: "As gravadoras tentaram literalmente prender toda a sua base de consumidores. As pessoas não queriam ser ladrões, elas estavam apenas entusiasmadas com as bandas e não podiam acreditar na sua sorte".

Para Bruce, as empresas de petróleo e gás estão tendo que enfrentar um desafio parecido, devido aos preços baixos do petróleo e do gás natural, que estão provando ser um aliado de curto prazo para os ambientalistas e consumidores, mas que podem matar a indústria.

"Foi o que aconteceu à indústria da música dez, quinze anos atrás. A indústria do petróleo é como a indústria fonográfica. Ela precisa para e olhar o que está fazendo. Quando as gravadoras foram substituídas pelo mundo digital, isso não significou que as pessoas pararam de se interessar pela música. Só quis dizer que as pessoas não queriam mais pagar por álbuns. Elas ainda pagam por música, mas de formas diferentes. Elas compram camisetas, ingressos para os shows, produtos da banda, mas a música em si é praticamente de graça".

"No caso da indústria do petróleo, as pessoas ainda precisam de energia, mas elas vão usá-la e obtê-la de maneiras diferentes. Se a indústria do petróleo se concentrar apenas nas perfurações e extração de material da terra, ela seguirá o caminho dos dinossauros."

Fonte: Energy Voice
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »