Antonov: gigante faz avião do Iron Maiden parecer pequeno



O Ed Force One, avião do Iron Maiden, compartilhou a pista do aeroporto de Perth e dividiu as atenções dos australianos com o gigantesco Antonov An-225 Mriya, o maior avião do mundo.

Segundo a imprensa local, cerca de 20 mil entusiastas juntaram-se nas ruas próximas ao aeroporto, para assistir à aterrissagem da gigantesca aeronave, bloqueando diversas vias de acesso e provocando muitos transtornos para quem precisava viajar. Na viagem para a Austrália, o Antonov, que partiu de Praga, na República Tcheca, e fez escalas no Oriente Médio e na Ásia, transportou um gerador de 117 toneladas.



O avião possui 84 metros de comprimento, 88 de envergadura (distância entre a ponta das asas) e pesa 175 toneladas sem carga e combustível. É o único exemplar em atividade. Foi originalmente construído para transportar o Buran, um antigo ônibus espacial soviético que fez apenas um voo (não-tripulado), em 1988. O que ajuda a explicar também as proporções de seu compartimento de carga: 43 metros de comprimento, 6,4 metros de largura e 4,4m de altura.



O Antonov fez seu primeiro voo em 1988 e começou a operar no ano seguinte. Os planos de construir mais unidades foram cancelados pelo fim da União Soviética e o colapso do programa Buran. A aeronave foi aposentada em 1994, mas voltou a ser usada sete anos mais tarde. Não tem sido usada apenas para fins comerciais e já foi comissionada para operações humanitárias como, por exemplo, o terremoto no Haiti, em 2010, e a tsunami em Fukuoka, no Japão, em 2011.

Com seis turbinas, o An-225 pode carregar até 250 toneladas, uma capacidade de carga muito maior que a de concorrentes como o Boeing 747-800 (140 toneladas) e o Airbus 330 (65).



Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »