Bruce Dickinson: "Sempre lamentei não ter dado um soco em Axl Rose"



Em entrevista para o Journal de Montreal, Bruce Dickinson falou sobre a turnê mundial do Iron Maiden, o álbum "The Book Of Souls" e relembrou um curioso episódio do passado envolvendo o Guns n' Roses.

Bruce garantiu que Quebec e Montreal estarão na rota da banda na próxima turnê e quando questionado sobre as memórias de suas visitas anteriores ao Canadá, Bruce Dickinson disse com humor que lembrava de uma vez em que ele quis bater em Axl Rose no Colisée de Québec.

O Guns n' Roses abriu o show do Iron Maiden e, de acordo com Dickinson, Axl Rose teria dito ao público que o Maiden só era a atração principal porque falava francês. "Eu deveria ter ido ao palco e dado um soco nele. Como ele poderia se atrever a falar com o meu público desta forma? Eu sempre lamentei não ter feito isso."

Falando sobre "The Book Of Souls", o vocalista do Iron Maiden voltou a comentar a faixa "Tears of a Clown", que foi inspirada pelo suicídio do ator Robin Williams: "Cuidado, isso não é um tributo a Williams. Eu diria que é um lamento sobre a tristeza por trás do rosto do palhaço. Esta é uma canção muito comovente."

Bruce falou também sobre sua recuperação após a cura do câncer e confessou que teve medo de não ser mais capaz de cantar quando soube que estava doente: "Era uma possibilidade", disse Dickinson, que revelou que nunca tinha ficado tão aliviado em sua vida como quando os médicos lhe disseram que seu câncer havia sido derrotado.

"Um enorme alívio, eu era incapaz de falar. Eu não sabia o que fazer. Devo gritar minha alegria? Era a melhor notícia que eu já tinha recebido em minha vida." Dickinson, no entanto, terá que se sujeitar a muitos exercícios para restaurar sua voz antes de ir para a estrada em fevereiro. "Neste momento, estou na fase de cura, então eu não tenho cantado, exceto algumas vezes em casa. Felizmente, o poder ainda está lá. Vamos ensaiar intensamente em janeiro."

Fonte: Journal de Montreal

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »