Nicko McBrain fala sobre puxada rotina de shows em idade avançada


Nicko McBrain é o integrante mais velho do Iron Maiden. Aos 67 anos, ele é baterista de uma das grandes bandas de heavy metal da história - e isso diz muito sobre a saúde dele nos dias de hoje.

Apesar de estar tão bem fisicamente, McBrain sente os efeitos de se tocar em uma banda como o Iron Maiden em idade avançada. Em entrevista ao Cosmo Music, com transcrição do Ultimate Guitar, o músico comentou a respeito do ritmo atual de turnês, com a "Legacy of the Beast" percorrendo o mundo, e os cuidados com a saúde.

Ao ser perguntado sobre por quanto tempo o Iron Maiden seguirá na ativa, ele respondeu: "Não dá para se iludir. Deus nos dá a graça de passar tanto tempo na Terra e assim que você nasce, você já está morrendo. No fim das contas, vou detonar com essa banda pelo tempo que eu conseguir".

Nicko, então, comentou sobre a "Legacy of the Beast". "Esta última turnê foi ótima, porque há diferentes momentos no repertório em que usamos gravações para introduzir a seção seguinte. Usamos blecautes para mudar os sets. Então, tive muito tempo para 'respirar'", afirmou.

O problema está nas primeiras músicas do repertório. "A que abre, 'Aces High', é rápida pra c***lho. Começamos a ensaiar, comecei a tocar cronometrado e Adrian (Smith, guitarrista), diz que está muito rápido. Reduzi umas 20 batidas por minuto e ele ainda reclamou. Eu falei: espere até chegar em 'Where Eagles Dare', aí você me diz se está rápido", disse.

McBrain termina o show exausto e precisa de um dia inteiro de descanso para voltar e fazer outro. Além disso, faz caminhada para manter a saúde em dia. "Falam para ir para a academia, tomar cuidado com a dieta... não bebo mais. Falei para os caras: quando vocês sentirem que estou trotando, não mais correndo maratona, me avisem. É físico, seu corpo muda, não bato tão forte quanto antes. Se eu não pudesse ter esse trabalho, precisaria me confortar. Não vou ser o rato em um navio afundando, apesar do Maiden não estar afundando", afirmou.

Confira a entrevista na íntegra (em inglês e sem legendas) no player de vídeo a seguir:





Fonte: Whiplash.Net
Tecnologia do Blogger.