Rage In My Eyes abrirá show do Iron Maiden em Porto Alegre


A banda porto-alegrense Rage In My Eyes acaba de ser confirmada como banda convidada para abrir o show do Iron Maiden em Porto Alegre no dia 09 de outubro, na Arena do Grêmio. O grupo participou de uma criteriosa seleção e foi aprovado não apenas pela produtora do evento, mas também pelo próprio Iron Maiden. O retorno dos ingleses com a "Legacy Of The Beast Tour" reacende a paixão dos fãs gaúchos pelo grupo, que traz na bagagem a banda The Raven Age, onde o filho de Steve Harris é guitarrista. As apresentações em São Paulo e Porto Alegre são uma realização da Move Concerts e fazem parte da plataforma Live Music Rocks, apresentada pelo Banco do Brasil. Os shows também são patrocinados pela Itaipava e TNT Energy Drink.

Em seus 17 anos de carreira, iniciados em 2002 com o nome de Scelerata, o Rage In My Eyes sempre entregou ao público grandes músicas e shows carregados de energia. Em comunicado oficial, o grupo declara: "O Rage In My Eyes está honrado por ter sido selecionado para fazer a abertura do show do Iron Maiden em Porto Alegre. Todos os integrantes da banda são grandes fãs do Iron Maiden, e ter uma oportunidade como essa é algo absolutamente fantástico. De alguma forma fortalecemos a nossa relação com o Iron Maiden, depois de termos feito mais de 50 shows com o Paul DiAnno, ex-cantor da banda. O Rage In My Eyes está preparado e certamente entregará um grande espetáculo.".

A relação com o Iron Maiden remonta da época em que, ainda sob o nome Scelerata, foi banda de apoio para o vocalista Paul DiAnno em suas turnês pelo Brasil, nos anos de 2009 a 2014. Foram mais de 50 shows ao lado do vocalista, tocando os grandes clássicos dos álbuns "Iron Maiden" e "Killers", além de músicas da carreira solo de Paul. Tal experiência rendeu ao grupo um forte background, com uma grande vivência na estrada, tocando em diversas cidades de todo o Brasil.

Com o recém-lançado video clipe da música "Death Sleepers", o Rage In My Eyes dá início a uma nova fase em sua jornada, abrindo caminho para o vindouro novo álbum, "Ice Cell", que será lançado no próximo mês. Jonathas Pozo (vocal), Magnus Wichmann e Leo Nunes (guitarras), Pedro Fauth (baixo) e Francis Cassol (bateria) trabalharam entre os anos de 2017 e 2018 na gravação e produção do álbum. As partes de bateria foram registradas em Los Angeles (EUA), enquanto vocais e cordas foram gravados em Porto Alegre. Neste novo registro os músicos se aproximam ainda mais das tradições gaúchas, adicionando elementos da milonga em seu classudo Heavy Metal. Milonga é um estilo de canto, música e dança tradicional de várias partes da América Latina e da Espanha. É o ritmo nacional e/ou regional da Argentina, do Uruguai e do Rio Grande do Sul, também muito presente no Paraná e Santa Catarina.

Assista ao vídeo clipe de "Death Sleepers":



Nos álbuns "Darkness and Light" (2006) e "Skeletons Domination" (2008) o grupo já havia inserido instrumentos como o acordeom em suas músicas. O renomado músico gaúcho Renato Borghetti gravou a gaita ponto no primeiro álbum da banda e o acordeonista Matheus Kléber fez participação no segundo álbum. Na própria música "Death Sleepers" há novamente a participação do acordeonista Matheus Kleber. Essa é uma tendência que deve se aprimorar num futuro próximo. Essa mescla de estilos ocorre naturalmente, em função das raízes da banda. Magnus Wichmann, guitarrista e compositor da banda, é neto do lendário músico gaúcho Teixeirinha.

Mais informações no evento oficial:
https://www.facebook.com/events/379429812662633/
Tecnologia do Blogger.