Iron Maiden está sendo processado por plágio em "Hallowed Be Thy Name"



Segundo o jornal inglês The Sun, o Iron Maiden está sendo acusado de plágio por um músico chamado Brian Quinn, que alega ter composto em 1969 um "trecho" do clássico "Hallowed Be Thy Name", do álbum The Number Of The Beast de 1982.

Brian acusa o Iron Maiden de ter copiado um trecho de "Life’s Shadow", música que teria sido composta por ele e gravada pela banda Beckett em 1974. O músico cobra de Steve Harris, Dave Murray e da editora Imagem London a quantia de 200 mil libras, por supostamente ter copiado a frase “Mark my words believe my soul lives on / Don’t worry now that I have gone” originalmente escrita como “Others are glad to see him gone / Mark my words my soul lives on”Estranhamente, Dave Murray é citado no processo mesmo não tendo créditos na composição da música.





Curiosamente, além do trecho em questão na disputa judicial a música do Beckett possui em sua parte final uma melodia incrivelmente parecida com a da faixa The Nomad, do álbum Brave New World (2000). Mas as curiosidades não param por aí: o Beckett também foi empresariado por Rod Smallwood, antes do Maiden, e Steve Harris nunca escondeu que gosta muito da banda, pois já elegeu o disco de 1974 como um de seus favoritos e a faixa "Rainbows Gold" já foi regravada pelo Iron Maiden no lado B do single "2 Minutes To Midnight" de 1984.

- OS DEZ DISCOS FAVORITOS DE STEVE HARRIS

De acordo com a matéria do jornal The Sun, um porta-voz do Iron Maiden disse que acreditava que a questão já estava resolvida há anos e que as alegações feitas por Brian Quinn serão revisadas atentamente, já que ele também pede que a justiça calcule quanto o Maiden lucrou com a faixa desde 1982.

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »