Bruce Dickinson: "fazem piada com o lance do sexo oral, mas é bem sério"

Durante conversa com Eddie Trunk para seu programa na rádio satélite SiriusXM, Bruce Dickinson voltou a falar sobre a hipótese de ter contraído câncer na língua através do vírus HPV, associado geralmente à prática de sexo oral. Confira abaixo a transcrição feita pelo site Blabbermouth e traduzida pelo Whiplash.Net.



"Uma ou duas coisas ainda estão cicatrizando ali por dentro. Mas consigo cantar e tudo está funcionando. Porém, na laringe, os nódulos não foram afetados. Então o que realmente aconteceu é que eu perdi algo do tamanho de uma bola de golfe que estava atrás da minha língua, que era do tamanho do nódulo que estava lá. A bola desapareceu e eu nem sequer sei jogar golfe. Eu não tentei descobrir para onde ela foi, mas ela desapareceu. E acho que algum dos músculos que movem a faringe e a garganta, eles parecem estar sentindo falta daquilo, meio que tipo 'Ei, para onde ela foi?".

Bruce continua: "A única coisa estranha é que eu realmente penso ser uma espécie de memória muscular sobre a perda do tamanho e forma da laringe e garganta, porque é uma parte um tanto flexível, e usamos para emitir os sons vocais e coisas do tipo. Bem, às vezes, algumas das transições de um de 'R' e 'S' e 'E' para 'OOH' e coisas assim, em determinados pontos da gravação, a voz pode soar meio vacilante - diria que soa um pouco mais alta — mas acho que é puramente uma questão de tonicidade muscular, e é preciso trabalhar e recuperar para ficar em forma, pois as notas continuam todas lá. Digo, eu posso cantar... se eu mandar 'The Trooper' e coisas assim, fica muito bom pois são registradas com vocais lá em cima e ficam bem longe da garganta. Mas, como eu disse, as coisas ainda estão se cicatrizando. O inchaço continua diminuindo por dentro, pois eu tive sessões de radioterapia por cerca de três semanas ou um mês."

Dickinson, que não fuma, também falou sobre a possível causa do câncer. Ele disse: "é um vírus. HPV - vírus humano papiloma. Todos são humanos. Aposto que, sempre que você ouvir alguém falar que tem câncer de amígdala, garganta, de pulmão, seja lá o que for, se não são fumantes ou estão acima do peso, é quase inevitável... Houve um aumento de quinhentos por cento deste tipo de câncer em homens com mais de 40 anos. É enorme. É o mesmo vírus causador do câncer do colo do útero. O diagnóstico é o mesmo, usam as mesmas palavras. E a questão é que, nos homens, geralmente, se apresenta como um caroço no lado do pescoço. O tumor provavelmente já está dentro de sua língua, e você nem sabe. E a segunda que aparece é aquela que você estranha no seu pescoço".

Ele continua: "Eu tinha dois tumores - um do tamanho de uma bola de golfe, na minha língua, e outro que era do tamanho de um morango grande ou uma pequena noz, que ficava no nó linfático, no lado direito do meu pescoço, e isso é o que parecia um pouco estranho. Eu pensei, 'Hmm, estou ficando resfriado? É algum tipo de vírus, o que está acontecendo?' E não passava nunca. Quando fui diagnosticado, fui pesquisar e nada melhor que passar semanas na internet lendo e entendendo, nada melhor que conhecer seu inimigo, sabe? E vendo as experiências de outros caras e as reportagens médicas, você descobre que isto é algo que acontece com muitos e muitos caras, eles não sabem muito sobre o assunto, não sabem por qual motivo afeta alguns caras mas não afeta outros, porque alguns contraem HPV e ela não some e em outros simplesmente desaparece. Mas em alguns caras com mais de quarenta não passa. E todos fazem piadas sobre o ator Michael Douglas (que afirmou ter contraído câncer por causa do sexo oral) por causa do lance do sexo oral, mas ok, temos que lidar com isto que é bem sério. Centenas de milhares de pessoas correm risco. É bom que os caras saibam que, se aparecer um caroço e você tiver mais de 40 anos, só tomar antibióticos não te livra da coisa. Vá ao médico e faça o que for necessário, é muito importante".













Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »