The Quietus: Adrian Smith e Janick Gers falam sobre The Book Of Souls



Em entrevista para o site The Quietus, os guitarristas Adrian Smith e Janick Gers falaram sobre o novo álbum do Iron Maiden, "The Book Of Souls", que sai em setembro. Leia abaixo alguns trechos:

Sobre o processo de composição:

Adrian Smith: Na verdade não ensaiamos ou nada assim, o que foi um jeito diferente de trabalhar para o Maiden. Apenas levamos nossas ideias ao estúdio. Não tocamos juntos de fato antes de ir ao estúdio em Paris. Eu compus sozinho e todos trouxeram suas ideias.

Janick Gers: Tenho muito orgulho do álbum, ele é fantástico. As bandas tem que crescer, se expandir, que é o que sempre fazemos. Costumam dizer 'Oh, o Maiden sempre soa igual', mas não é assim; trilhamos rumos diferentes e este álbum não é exceção. Devo dizer que o processo de composição foi de fato diferente. Geralmente passávamos três ou quatro semanas ensaiando, mas desta vez fomos direto para o estúdio com algumas ideias básicas e finalizamos tudo por lá.

Falando sobre trabalhar com Kevin Shirley:

Adrian Smith: Nós adotamos Kevin (gargalhadas). Às vezes estamos ensaiando algo e ele está secretamente gravando. Ele adora o primeiro take, a espontaneidade. É muito orgânica a maneira em que ele trabalha.

Janick Gers: Muita coisa deste álbum foi gravada ao vivo, fizemos o álbum no mesmo estúdio do Brave New World. Ele faz tudo para capturar a sonoridade ao vivo. Um som real - não esta coisa da guitarra comprimida comum na América. Eu quero esta coisa de som bruto, sem pedais de distorção, apenas plugados diretamente no amplificador - ele consegue registrar o som que eu gosto. Ele é meio que nem o Martin Birch no sentido de capturar como soamos no estúdio.

Leia a entrevista completa (em inglês): http://thequietus.com

Fonte: Whiplash.Net
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »