Steve Harris não foi o primeiro baixista do Iron Maiden?

Uma nova entrevista com o polêmico ex-vocalista do Iron Maiden, Dennis Willcock, feita por Mike Chudleigh, responsável pelas páginas Maiden77 e GIBRALTARV1, Entre outras coisas, Dennis afirma que Steve Harris não foi o primeiro baixista do Iron Maiden. Entenda como e porque.



Tradução: Adriano Ribeiro 
Publicado originalmente no Whiplash.Net

Quem foram suas influências musicais, antes mesmo de entrar no Iron Maiden?

Dennis Willcock: Eu sempre gostei de bandas com grandes frontmans. É desnecessário dizer o quanto Jim Morrison, do The Doors, era grandioso. Roger Daltrey, do The Who, tinha uma grande atitude. Rod Evans, do Captain Beyond, e que também foi vocalista do Deep Purple. E o vocalista do Audience, Howard Werth.

Quem influenciou sua performance como frontman do Iron Maiden?

Dennis Willcock: The Sensational Alex Harvey Band foi uma grande inspiração para as roupas. O guitarrista Zal Clemison usava uma roupa de bobo da corte. The Crazy World Of Arthur Brown foi a inspiração para o fogo, e Gene Simmons foi a inspiração para o sangue. Eu o vi ao vivo e tive a idéia de fazer o sangue pingar da língua.

A espada foi idéia minha, pois precisávamos de algo para nos destacar. Lembre-se que Steve Harris e Dave Murray eram bastante inexperientes neste momento, e esta foi a razão que me inspirou a trazer Bob Sawyer, que era um showman.

O personagem "Prowler" não foi inspirado pelo grande artista Peter Gabriel, pois eu nunca tinha visto suas performances. O nome de Den Ace foi indicado a mim por Bob Sawyer, como resultado de nosso amor mútuo por New York Dolls.

- GIBRALTAR: A VOZ DE DENNIS WILLCOK



O Iron Maiden era uma banda principalmente de covers quando você entrou?

Dennis Willcock: Sim, eles tocavam algumas músicas de Harris, mas o repertório era formado principalmente por covers. Uma das minhas condições para me juntar ao Iron Maiden foi que escreveríamos todo o novo material da nossa própria banda.

Quem era o melhor guitarrista que tocou em seu tempo com o Iron Maiden?

Dennis Willcock: Os guitarristas originais Rance e Sullivan eram competentes, mas não eram de ponta. Então havia Bob Sawyer, que era um grande guitarrista e um grande stage front. Dave Murray era habilidoso, mas Terry Wapram foi o melhor no geral e eu nunca ouvi ninguém melhor tocando Hendrix. Sugiro que conheça a sua nova banda, Buffalo Fish.

Você participou de uma audição para entrar no Iron Maiden?

Dennis Willcock: Não. Steve sabia do que eu era capaz, graças ao nosso tempo juntos no Smiler. Steve me pediu para que eu entrasse na banda e eu gravei um par de músicas apenas para termos certeza de que a química estava certa.



Você participou da composição de alguma música no Iron Maiden?

Dennis Willcock: Eu contribuí com algumas letras e músicas. Por exemplo, entre outras, Iron Maiden, Phantom of the Opera e Charlotte.

Charlotte foi baseada em uma pessoa real?

Dennis Willcock: Sim, Charlotte era uma pessoa real, que não era uma prostituta, mas uma garota que estava um pouco livre e fácil. Na música, cerca de 50% da letra que foi gravada é minha. Charlotte foi mais do que uma história de amor (risos).

Você expulsou algum integrante do Iron Maiden?

Dennis Willcock: Não, pois era a banda de Steve Harris.

Quem expulsou Terry Rance e Dave Sullivan?

Dennis Willcock: Eu trouxe Dave Murray para uma audição e, quando Steve o viu tocar, sabia que eu tinha trazido o homem certo. Ele mesmo brincou sobre a possibilidade de ter três guitarristas mas, quando escrevemos as músicas novas, se tornou evidente que os guitarristas originais não renderiam como se esperava, então foi decidido deixá-los ir e trouxemos Dave para o Iron Maiden.

Qual foi a sua conexão com Vic Vella?

Dennis Willcock: Vic Vella era um velho amigo meu. Ele era pau para toda obra e era útil tê-lo por perto quando se tem uma banda, ele me ajudou em muitas das minhas bandas antes do Maiden. A Green Goddess não era do Iron Maiden. Era do Vic e foi utilizada pelo V1 até quebrar. Vic deixava o Maiden usá-la também e a equipou com camas quando eles fizeram uma pequena turnê.



O que você achava do Iron Maiden quando Paul Day era o vocalista?

Dennis Willcock: Eu já conhecia o Steve e o Ron, que era um grande baterista. Os guitarristas eram competentes mas não muito. O Iron Maiden precisava de um guitarrista base melhor.

- PAUL DAY: O PRIMEIRO VOCALISTA DO IRON MAIDEN

Quando você anunciou que sairia do Iron Maiden, você deixou de fazer algum show que já estava agendado?

Dennis Willcock: Não, eu nunca faria isso. Eu disse a Steve que estava saindo porque eu queria fazer algo novo. O Maiden não estava dando certo, haviam nos oferecido um contrato de gravação, mas as condições eram inaceitáveis e tivemos algumas mudanças na formação. Achei que era hora de nos reinventar e convidei Steve a se juntar a mim, mas ele disse que queria continuar com o Maiden. A banda enviou Laz ao pub Ship, em Wardour Street, para tentar me convencer a voltar, mas eu não aceitei.

Houve algum momento em que você pensou em voltar a cantar com o Iron Maiden?

Dennis Willcock: Quando Paul Dianno tornou-se um problema, houve uma conversa para que eu voltasse e o substituisse. Isso teria sido uma solução rápida, pois eu conhecia muitas das canções, mas Rod Smallwood não concordou. Só posso imaginar que o motivo foi relacionado ao fato de eu ser finceiramente independente, mais velho e mais experiente, então ele sabia que não poderia me controlar. Ele já tinha se livrado de Dennis Stratton, a quem também não conseguiu controlar.



Como era seu relacionamento com o Iron Maiden após a sua saída?

Dennis Willcock: Mesmo depois de sair da banda eu costumava emprestar ao Maiden o meu P.A., o mesmo que foi roubado em fevereiro de 78, pois a banda não possuía um. Steve e Dave vieram assistir um show do V1 e eu ainda tinha contato com Dave Murray, mas acho que Steve estava chateado porque eu tinha saído. Eu até fiz seu som no Ruskin Arms, conforme relatado em outros lugares. Se eu tivesse saído da banda em condições ruins isso não teria acontecido. E, lembre-se, a demotape do V1 foi a inspiração para o Iron Maiden gravar o "The Soundhouse Tapes"...

Muitas pessoas, incluindo imprensa e ex membros do Iron Maiden, disseram coisas negativas sobre você. Qual a sua opinião sobre isso?

Dennis Willcock: Más notícias e controvérsias vendem livros e DVDs. Tudo o que eu posso dizer, depois de estar na lista dos desaparecidos por trinta anos, é que algumas pessoas presumiram que eu morri (risos). Algumas dessas pessoas se retrataram desde a minha ressurreição.

Quais são as conexões entre o Gibraltar e o Iron Maiden?

Dennis Willcock: O ex guitarrista do Maiden Tony Parsons e Dan, seu irmão baixista, tocaram no Gibraltar por algum tempo. Ron 'Rebel' Mathews também integrou o Gibraltar. Quando eu estava procurando por um baterista, ele veio em meu auxílio e tocou com a gente, o que não seria algo que ele faria se eu o tivesse demitido do Maiden!!!! Isso é algo que não se fala no DVD "The Early Days" do Iron Maiden... Há uma gravação ao vivo de Ron tocando com o Gibraltar no Ruskin Arms em 1981, que nunca foi ouvida por ninguém de fora da banda.

A formação do V1 tinha dois guitarristas?

Dennis Willcock: Sim, e Terry Wapram entrou na banda sabendo disso. (nota do entrevistador: o Iron Maiden afirmou que Terry saiu da banda porque ele não queria tocar com outro guitarrista, outra mentira exposta)



Sobre os rumores da existência do Iron Maiden antes do Natal de 1975, você pode nos dizer algo sobre isso?

Dennis Willcock: Após sair do Smiler, eu toquei com Vic Scott e um baixista que mudou-se para o norte no verão, então convidamos Steve para substituí-lo. Os nomes potenciais da banda eram Ash Mountain e Iron Maiden. Vic gostou de Ash Mountain (do Senhor dos Anéis), Steve gostava de Iron Maiden. Quando Vic percebeu que a que música seria bastante pesada, ele saiu e, como nós realmente não estávamos fazendo nada, entrei em outro projeto.

A entrevista foi finalizada aqui. Sem entender direito o que esta questão e sua resposta realmente queriam dizer, eu procurei Mike Chudleigh e o questionei sobre isso. Ele me respondeu:

Mike Chudleigh: A história conta que o Iron Maiden foi formado no dia de Natal, em 1975. Esse fato, que Vic Scott esteve em uma banda com Steve Harris e Dennis Willcock já tinha sido publicada em um livro de Niel Daniels. Isso é uma questão muito controversa, uma vez que significa que Steve Harris se juntou a uma banda que continuou chamando-se Iron Maiden. E isso significa que Steve Harris não foi o primeiro baixista do Iron Maiden. Eu não acho que a América do Sul está pronta para saber disso ainda. Eles estavam escolhendo o nome entre Ash Mountain e Iron Maiden e, quando Vic percebeu que o som seria pesado demais, saiu. Por causa disso, e do fato de que eles não estavam se apresentando ao vivo, mas somente ensaiando nos estúdiso Alan Gordon, Dennis também saiu. Steve pôde, então, escolher o nome e reformulou a banda com Paul Day e etc.

Evidentemente, Steve Harris é o fundador do Iron Maiden e o único baixista de sua história. A banda em que ele tocou com Vic Scott e Dennis Willcok pode sim ter dado origem ao Iron Maiden, principalmente quando se considera a escolha do nome. Porém, como jamais se apresentou, nunca foi uma banda de fato. Logo, mesmo que Steve a tenha remontado, ao invés de criar outra, como é bem capaz de ter acontecido, a história do Iron Maiden começou efetivamente quando Steve reuniu a formação com Paul Day, Ron Rebel, Terry Rance e Dave Sullivan. Esse fato não muda os fatos conhecidos em absolutamente nada mas, ao menos, devemos admitir que é uma curisidade interessante dos primórdios da Donzela.

Fonte:  Whiplash.Net
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »