Nicko McBrain fala sobre Rock in Rio, Setlist, Cerveja e Ed Force One



O Iron Maiden está na última etapa da Maiden England World Tour, que começou em junho de 2012, e voltou aos EUA para shows em algumas cidades antes de embarcar para a América Latina e ser a atração principal do festival Rock in Rio. Antes do show em Nashville, Tennessee, o jornalista Charlie Steffens do Knak.com conversou com o baterista Nicko McBrain sobre a turnê, a Batalha de San Bernardino e a cerveja Trooper. Confira alguns trechos!

KNAC.COM: Nicko, como você está, cara?

McBrain: O que diabos você está fazendo? Na verdade, companheiro, eu estou me sentindo muito bem. Eu tenho um pouco de sinusite, uma febre de verão e uma merda de alergia, é o que está acontecendo. Mas além disso, estou me sentindo ótimo, tocando com a banda e aproveitando o tempo na estrada novamente, você sabe. Estamos agora apenas no segundo show, mas eu digo a você, eu me sinto como se tivesse estado na estrada por um ano (risos).

KNAC.COM: Vocês acabaram de tocar pela primeira vez em Raleigh, Carolina do Norte, certo?

McBrain: Tocamos em Raleigh. Sim, nós nunca tocamos lá antes. Tocamos na Carolina do Norte. Nós, na verdade, começamos no ano passado, em Charlotte, no início desta turnê - a nossa turnê norte-americana do ano passado. Nós estivemos na Carolina do Norte algumas vezes, mas Raleigh foi um show fenomenal. Quero dizer, a quantidade de pessoas que vieram nos ver - foi maravilhosa. Uma boa quantidade de pessoas apareceu. Nós tivemos um grande momento. Foi muito quente, era muito quente e úmido no palco (risos). Todos fomos para fora e eu tenho duas grandes bolhas nas minhas mãos, Steve também ganhou bolhas em seu dedo indicador. "Ei, olha isso. Eu não tinha uma bolha há anos!" Você sabe apenas ao olhar um para o outro, que tivemos um bom show. Por isso, foi uma noite fantástica. Raleigh foi ótimo!



KNAC.COM: Nesta turnê vocês estão tocando apenas canções clássicas do Iron Maiden, certo?

McBrain: Sim, nós limpamos as teias de aranha das poucas que não tocávamos por algum tempo. Bem, já faz 25 anos desde que tocamos "Seventh Son Of  A Seventh Son". Nós tocamos os clássicos "The Trooper", "Phantom of the Opera" e "Can I Play with Madness". Temos "Afraid to Shoot Strangers", que é sempre um grande prazer para todos. "The Prisoner". Eu amo essa música. É uma canção selvagem para tocar! Ela tem um grande groove. É a terceira música do setlist. É tão bonito revisitar algumas das coisas mais velhas, assim como o período de meados dos anos 80. As pessoas pensam: "Sim, você fará a Seventh Son Of A Seventh Son tour", se você quiser. Mas é um olhar retrospectivo do Maiden. Ainda temos os clássicos: "The Number of the Beast" e "Iron Maiden" que sempre fecham o show. Nós deixamos de fora "Hallowed Be Thy Name" simplesmente porque sempre a tocamos em todas as turnês, embora, seja uma das minhas músicas favoritas. Então, nós estamos fazendo uma boa quantia do Seventh Son, mas temos um antes e depois. "Fear of the Dark", por exemplo. "Afraid To Shoot Strangers". Sim, nós realmente estamos passando muito bem, companheiro. Foi bom na Europa. E definitivamente fomos muito bem recebidos em Raleigh. As pessoas adoraram, e todos sairam do palco com um sorriso no rosto. Você não pode deixar de sair com um sorriso quando vê que tantas pessoas se divertiram, você sabe.

KNAC.COM: Ouvi dizer que para o próximo show no Rock in Rio, vocês venderam 70 mil ingressos em poucas horas!

McBrain: Sim. Como você sabe, o Rock in Rio, eu acho, é um festival de vários dias, eu não sei exatamente quantos dias. Mas é um festival de música massivo. Todos os tipos de headliners. Não é apenas Heavy Metal e Rock. Mas eles venderam os ingressos para o evento e nossa cota que era de 70.000 ingressos se foi, como você disse, em questão de horas. Isso, juntamente com as outras pessoas que compram ingressos para toda a semana do festival, é incrível, realmente. Estamos ansiosos para tocar pra mais de 300 mil garotos. (Nota do Tradutor: O Rock in Rio receberá 85 mil pessoas por noite)

KNAC.COM: Vocês estão viajando com o avião nesta turnê?

McBrain: Não. De certa forma, teria sido bom, mas esta etapa é de apenas um par de meses, ou, na verdade, é realmente de apenas quatro semanas - e seria muito caro ter um 757 para ficar apenas um mês fora em turnê. Esse tipo de avião é para quando fazemos todo o mundo em um par de meses. Você é auto-suficiente nele. Você tem todo o equipamento. Você tem 12 toneladas de equipamento e toda a tripulação. Lembre-se, nós temos um monte de cerveja agora (risos).



KNAC.COM : Bem, vamos falar sobre a coisa mais importante, a cerveja Trooper!

McBrain: Exatamente. É engraçado, você sabe. Quando estávamos nos ensaios semana passada, chegamos até "The Trooper" no setlist e antes de começar a tocar eu falei, "Tudo bem rapazes , acho que é hora de uma cerveja." E todos olharam para mim e disseram: "O quê? " E eu disse: "É hora de The Trooper, não é?". Nós não bebemos enquanto tocamos e não bebemos antes . No final de uma noite, tomamos um pint de Guinness, se estamos na Irlanda, e brindamos o público com ela. Mas isto é no final da noite. Mas sim, isso a cerveja Trooper, meu senhor, é tão, tão deliciosa. É maravilhosa. Para todos os apreciadores de cerveja por aí, que gostam de beber um pouco de cerveja. Não é uma lager. É como uma bitter (amarga), extra special bitter, como uma ESB. Ela foi projetada pela Robinsons Brewery e Bruce (Dickinson) realmente teve uma grande participação no projeto da cerveja. Quando entrei no Maiden em 1982 , eu saí em turnê com a banda antes de Bruce. Eu estava abrindo os shows com o Trust, na turnê do Killers. Todos nós, bebíamos cerveja durante toda a turnê britânica e todos nós amamos a nossa verdadeira cerveja da Inglaterra. Então, Bruce sabia basicamente o que queríamos provar em uma cerveja. Então, com isso, no fundo de sua mente, ele foi lá e projetou esta cerveja. Se você retirar da garrafa o logotipo do Iron Maiden e o Eddie, e fizer um teste de olhos vendados - se você gosta de cerveja - vai achar muito, muito bom! Não é só o Iron Maiden vendendo cerveja com o nosso nome, embora muitos de nossos fãs vão querer comprá-la porque é uma garrafa fantástica. É uma boa lembrança, não é? Mas é uma grande cerveja, companheiro. Minha preferência, por sinal, Charlie, é que eu gosto quente. Quando eu digo quente, quero dizer, a temperatura ambiente, não a temperatura ambiente da Flórida porque isso seria 90 e tantos graus (risos). Mas é engraçado, porque Bruce e Steve gostam dela gelada. Mas quando você tem que beber do barril, você sabe, ela é fabricada para ser bebida, e deve estar em temperatura ambiente ou a temperatura da adega. Quando é mais quente, tem um sabor mais firme. Bom, há vantagens e desvantagens. Algumas pessoas dizem: "Eu prefiro fria e não quente", e vice-versa.



KNAC.COM: Vocês tem um lineup fantástico para o show "The Battle of San Bernardino". Você tem o Megadeth, o Anthrax. Você tem um exagero, algumas das minhas bandas favoritas de volta ao leste. Você está cercado de grandes nomes. Será um show matador em San Bernardino.

McBrain: Exatamente. Basicamente, eu estou na presença de campeões. Cada um desses caras nessas bandas, para mim, são músicos brilhantes. Grandes companheiros. Eu realmente não sei o Overkill, assim como eu provavelmente deveria. Dave Mustaine e os caras, vemos sempre, e eles são maravilhosos. Eu conheci Shawn (Drover), o novo baterista. Claro, você tem todos os caras do Anthrax, e eles só tinham alguns shows com a gente na Europa, e o Testament. Nós não vemos esses caras há um bom tempo. Eu acho que nós fizemos alguns shows, mas eles estavam mais no início. E às vezes isso é a coisa mais difícil de fazer na estrada. Você sabe, você entra mais tarde no final da noite e você perdeu a banda dos seus amigos (risos). Alguém tem que ir mais cedo. Mas é um lineup fantástico. Eu acho que nós vamos tentar sair de Las Vegas mais cedo, após o show. Nós vamos passar a noite lá e depois vamos sair mais cedo para ir direto para San Bernardino e espero chegar ao show e assistir a alguns dos caras, você sabe. Promete ser um evento incrível. Vai ser bem concorrido, penso eu, só pela programação.

Leia a entrevista completa (em inglês)
Hoisting an Ale with Nicko: Gnarly Charlie's Exclusive Interview with Nicko McBrain
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »