Trooper: os quatro segredos da cerveja do Iron Maiden



O Iron Maiden recentemente se uniu com a família de cervejeiros de Cheshire, Robinsons, para criar uma nova cerveja, Trooper. Fã de cerveja de verdade e apreciador de história, o vocalista do Maiden, Bruce Dickinson, teve um grande papel no desenvolvimento do sabor único, liderando as visitas à cervejaria Robinson em Stockport. O personagem militar de Dickinson no palco, acenando com a bandeira Union Jack é um elemento símbolo dos shows ao vivo da banda e “The Trooper”, escrita pelo baixista Steve Harris, é uma das músicas mais populares do Maiden e um dos destaques em qualquer show do grupo.

Os fabricantes da Trooper Premium British Beer detalharam o processo, ingredientes (e paixão!) em fazer uma cerveja tão boa. Leia abaixo.

Primeiro, a água...
“A água usada para a fabricação da cerveja é retirada de um dos dois poços artesianos da cervejaria, com profundidade de 180 metros (é tão profundo quanto a Torre de Blackpool é alta, fãs de curiosidades!). A água que fica abaixo da cervejaria é filtrada pelos milhares de metros de arenito de Buxton Hills e é a água perfeita para fazer cerveja.”

Parte dois, o malte...
“O malte é feito principalmente de cevada, mas também de muitos outros cereais, especialmente trigo. O processo de maltagem imita a germinação natural do grão no campo. A cevada é mergulhada na água e depois espalhada no chão até que comece a crescer e as radículas emergirem. Então o material é seco (aquecido num forno). O grão parece inalterado ao fim desse processo, mas muito da fécula foi convertida para açúcar e os grãos estão mais friáveis (farelentos). O tempo de aquecimento no forno é o que determina a cor do malte e por consequência, da cerveja, assim como influencia no sabor. O malte que usamos na Trooper é o Tipple malt. Tipple é a cevada da primavera em Suffolk e podemos ter uma grande extração de açúcares desse malte em particular – ele dá à Trooper uma nota abiscoitada.”

Lúpulo...
“Lúpulo no Reino Unido é cultivado em Kent, Worcestershire e Herefordshire. Nas chaleiras de cobre usamos principalmente o lúpulo dessas áreas. O lúpulo dá a amargura e outros sabores e ajuda na extensão da manutenção de qualidade da cerveja depois de engarrafada. Os lúpulos usados na Hopnik (vaso de 2,5m onde os lúpulos são submersos), produzem um sabor e aromas particulares que vem de uma variedade que é cultivada em todo o mundo, incluindo o Reino Unido. Cada variedade tem seu perfil de sabor individual. Às vezes uma mistura é usada, às vezes somente uma variedade, assim produzindo uma cerveja com o caráter desejado. Na cerveja Trooper usamos lúpulo Goldings & Bobek – eles criarão um aroma apimentado, sem criar muita amargura.”

Por ultimo, mas não menos importante... levedura...
“A levedura usada para converter todos esses açúcares em álcool é um dos empregados mais antigos da Robinsons! Usamos a mesma família de leveduras por quase um século! A levedura vai levar embora os açúcares por três dias antes da cerveja sair para ser embalada.”

A Artisanal Imports foi recentemente anunciada como o distribuidora oficial da cerveja.

Traduzido por Daniela Pozzobon - Whiplash.Net

TROOPER: CERVEJA DO IRON MAIDEN SERÁ VENDIDA NO BRASIL
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »