Harris: "Tudo na minha vida é ditado pelo Iron Maiden"

Rick Florino do Artistdirect.com conduziu uma entrevista com o baixista/fundador do Iron Maiden, Steve Harris, sobre o projeto solo do músico, British Lion. Alguns trechos da conversa podem ser vistos abaixo:

Tradução: Fernando Portelada / Whiplash.Net

Artistdirect.com: O que você achou do “British Lion” como um todo?

Harris: “É um álbum bem coeso. Sólido. Por mais que a forma que ele tenha sido construído, por um longo período de tempo, através de pequenos pedaços aqui e ali, é quase uma maravilha que ele seja assim. Ele foi feito em tempos completamente diferentes. Estou realmente feliz com tudo. Ele flui muito bem e a escolha das músicas quase se fez sozinha."

Artistdirect.com: Você pode tentar fazer coisas que não conseguiu no passado?

Harris: “Tentei algumas coisas diferentes. Suponho que gravar o álbum em diferentes períodos me deu o luxo de fazer isso. Por exemplo, pude deixar o som bem morto se a música assim pedisse, ou então poderia segurá-lo bem forte, mais do que estou acostumado. O som que faço com o Iron Maiden é bem preciso. Tenho que atravessar três guitarristas para isso. [...] Com algumas destas músicas pude experimentar mais com outras guitarras e melodias. Fazer tudo aos pedaços não é a forma que eu gosto de gravar, mas tudo em minha vida é ditado pelo que o Maiden está fazendo (risos).”

Artistdirect.com: Houve certa liberdade com o British Lion?

Harris: “Ele é bem diverso, mas eu não acho que tínhamos isso em mente. Escrevíamos aquilo que achávamos certo, da mesma forma que também fazemos com o Iron Maiden  Não decidimos a direção do álbum com antecedência. Não analisamos o que fazemos até tudo estar pronto. Somente analisamos tudo quando conversamos com as pessoas após o trabalho.”

Artistdirect.com: Quando você criou o nome British Lion?

Harris: “Criei-o há muito tempo atrás. Quando conheci esses caras, eu os estava ajudando de todas as formas, compondo, agenciando, produzindo, entre outras coisas. Nesta época nomeei a banda de British Lion. Achei ser um nome bem forte, e quando tudo implodiu pensei em usar o nome para mim algum dia. Agora já o fiz.”

Para a entrevista completa, em inglês, visite o link abaixo.
http://www.artistdirect.com
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »