Guinness Book: a maior coleção do Iron Maiden



Um fã do Iron Maiden agora está no Guinness Book, o "livro dos recordes". O dinamarquês Rasmus Stavnsborg,  de 39 anos, figura na publicação por possuir a maior coleção do mundo de itens do Iron Maiden, com impressionantes 4.168 objetos!

Guinness World Records: Largest Collection of Iron Maiden Memorabilia

Rasmus acompanha o Iron Maiden desde 1981, quando tinha 8 anos de idade, e começou a colecionar itens da banda dois anos depois. Alguns itens estão muito bem guardados em sua casa, na região metropolitana de Copenhagen, mas a maioria está exposta em seu "Bar do Iron Maiden", que fica em um porão. Rasmus também é conhecido por acompanhar a banda pelo mundo, o dinamarquês já viu shows da Donzela de Ferro em diversos países, incluindo Japão, Índia, Brasil, Rússia, Peru e Dubai.

Nickola Petras do site Iron Maiden Bulgária entrevistou o colecionador, confira a entrevista e veja fotos daquela que é agora, oficialmente, a maior coleção mundial de itens do Iron Maiden.

Iron Maiden Bulgária: Quando o vi pela primeira vez, assim que você nos adicionou no Myspace, a única coisa que eu podia dizer era WOOOOOW! Você tem uma coleção enorme de coisas do Iron Maiden. Por favor, você pode fazer uma pequena descrição do que exatamente você possui?

Rasmus: Eu realmente coleciono todo e qualquer item diferente do Iron Maiden que possa encontrar, mas realmente gosto de coisas que eu possa exibir na coleção do meu bar, o legal é ter coisas para olhar e não apenas um mesmo disco lançado em países diferentes. Então, realmente gosto de itens promocionais e material usado no palco, itens que sejam legais de olhar.



Então você tem uma coleção pessoal do Iron Maiden e ao mesmo tempo um bar, estou certo? Este é o sonho de todo fã do Maiden. Por favor, fale mais sobre o seu bar.

Rasmus: Bem, tudo começou com a idéia de ter um Hard Rock Café, mas apenas com itens do Iron Maiden. Eu já era colecionador há muitos anos e então apenas modificamos a ideia original. Quando eu e minha namorada compramos uma casa, escolhemos uma com um grande porão para a coleção e o bar do Iron Maiden. Até então, estávamos apenas começando a comprar um monte de quadros para exibir alguns itens que eu tenho. Agora eu tenho no bar, mais de 500 itens do Maiden, e muitos outros itens que não cabem mais lá. O que preciso? De mais 100 metros quadrados na casa agora!

Suponho que na coleção exista algo que considere o item mais valioso para você, qual é este item?

Rasmus: Tenho a pintura original feita para o álbum "Fear Of The Dark", feita por Derek Riggs, mas que o Iron Maiden nunca utilizou. Eu realmente gosto de olhar para ela e sentir que o Maiden o fez. Sei da arte correta desse registro, mesmo que a obra de arte seja boa, eu acho que Derek fez um trabalho melhor. Por isso é um dos itens mais legais que eu tenho. Também tenho alguns desenhos originais de Derek para o "Somewhere In Time" e um "Eddie Iceberg" do palco montado na "Seventh Tour" em 1988, tenho também uma cabeça do Eddie de 1992. Eu também tenho algumas cortinas do palco de 1990 (risos). Eu tenho um monte de coisas legais, é preciso passar por aqui e ver de perto, é bem mais divertido e há muitas belas histórias!

Tenho um amigo que diz que o Iron Maiden é como as tatuagens e piercings... e drogas... Se você começar, não há como voltar atrás. Agora ele está comprando tudo com o logotipo do Maiden. Como e quando tudo começou para você?

Rasmus: Eu sou assim, realmente compro tudo do Maiden que eu possa encontrar, mas não vejo como uma obrigação, eu faço isso porque gosto, mas às vezes eu também não compro nada. Você tem que ter cuidado, porque pode realmente ficar como um drogado. Para mim, tudo começou quando recebi uma cópia do primeiro álbum do Iron Maiden e era só o começo. A capa com o Eddie e a música fez o resto... a loucura já poderia começar.

Qual item da sua coleção custou mais caro?

Rasmus: Eu acho que foi minha Máquina de Pinball do Iron Maiden, eu tive que viajar com um amigo para outro país para poder comprar, levei um final de semana na Bélgica, o que me custou bastante dinheiro, aluguel de carro, comida, mas foi uma boa viagem...



Existe alguma coisa que você não tem, mas você quer muito?

Rasmus: Claro, há uma série de itens que estou a procura, como algumas das primeiras máscaras do Eddie usadas nos shows, há tanta coisa por aí e você nunca não vai conseguir ter tudo, mas podemos tentar, hahaha!

Há quanto tempo você realmente é um fã do Iron Maiden?

Rasmus: Bem, eu comecei quando tinha 8 anos, mas comecei a colecionar quando tinha uns 10 anos de idade. E penso que não vou parar nunca mais.

Quantas vezes você já viu o Iron Maiden ao vivo?

Rasmus: Eu já vi o Maiden mais de 100 vezes. Eu tento ver o Maiden em um país novo a cada turnê, já visitei Austrália, Rússia, Brasil, Chile, Peru, Argentina, Finlândia, Suécia, EUA, Dubai e realmente foi muito bom fazer a festa com fãs de todo o mundo. Eu ainda quero ver o Maiden na África e espero de verdade que eles irão fazer África do Sul nas próximas turnês. China também seria ótimo.

  



Nós todos sabemos que não é barato ser um fã, especialmente um fã do Iron Maiden... Quanto em dinheiro você já gastou com o Maiden?

Rasmus: Tudo, hahaha! Eu realmente não sei o quanto, mas é muito e eu não me arrependo nem um pouco. Eu acho que o Japão é um dos países mais caros para viajar, mas também um dos maiores, e depois que fui pra lá, ainda queria viajar, mais e mais.

O que você faz para viver?

Rasmus: Eu trabalho no exército, estou no esquadrão de bombas (EOD). É ótimo, eu posso trabalhar e ainda ter um monte de tempo livre, podendo viajar para ver o Maiden, e o dinheiro dá pra comprar mais coisas da banda.

Você aceita convidados de outros países em seu Museu/Bar? Talvez um dia eu possa ir e beber algumas cervejas.

Rasmus: Claro, recebo pessoas de todo o mundo para conhecer o bar, já recebi fãs dos EUA, Japão, Peru, Suíça, Alemanha, Suécia, Noruega, Finlândia e Reino Unido...

Você conheceu alguém do Maiden? Quem e como?

Rasmus: Eu fui abençoado por encontrar com eles muitas vezes e também consegui um SFP (Super Fan Pass) em uma turnê. Então, vi vários shows, estive nos bastidores, hotéis, bares e até mesmo no aeroporto. Eu pude participar do Bruce Air, que é uma forma legal de estar com Bruce e voar com ele. O melhor encontro foi no Chile, onde no hotel estive com todos os membros da equipe no bar. Na maioria das vezes eu gosto mais de falar com a equipe. Os caras da equipe tem histórias muito legais para contar e você não quer perguntar sempre as mesmas coisas para os membros da banda. Mas estar no palco com eles é muito legal e eu fiz isso duas vezes, a primeira em 1996 com Blaze e novamente na "Somewhere Back in Time" em Horsens, Dinamarca. É algo que todos os fãs do Maiden deveriam tentar pelo menos uma vez.



O que o Iron Maiden representa para você?

Rasmus: Para mim, o Iron Maiden é a felicidade, com todo o seu esplendor.

Qual o seu álbum favorito? Por quê?

Rasmus: Eu tenho que responder Piece Of Mind. Eu adoro as músicas de todos os registros, mas este é aquele que eu coloco no tocador de CD.



Se você pudesse realmente ir em algum lugar no tempo, que turnê você gostaria de ver?

Eu teria que voltar aos anos 70, apenas para ir aos bares e ver a banda ainda bem jovem chocar as pessoas com sua música. Deve ter sido ótimo vê-los lá.

Qual é a melhor ilustração do Iron Maiden para você e por quê?

Isto não é fácil, são muitos Eddies legais, mas tenho que dizer que o trabalho de Derek Riggs que eu mais gosto é o feito em Seventh Son Of A Seventh Son. É uma pintura muito legal.

Fotos: arquivo pessoal de Rasmus Stavnsborg
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »