Review: Wolfsbane - Wolfsbane Save the World

Por Ricardo Seelig / Collector´s Room
Nota: 8,5

Ao contrário de sua passagem pelo Iron Maiden, onde gravou o contestado The X Factor (1995) e o péssimo Virtual XI (1998), a carreira de Blaze Bayley fora da Donzela tem trabalhos da mais alta qualidade. Seus discos solo são ótimos, com um heavy metal pesado, repleto de melodias e refrões empolgantes. Essa qualidade se repete em Wolfsbane Save the World, novo álbum da banda que o revelou para o mundo.

Primeiro trabalho do Wolfsbane em 18 anos – o último, cujo título era o nome da banda, foi lançado em 1994 -, Wolfsbane Save the World é um discaço de hard rock. Sim, hard rock, divertido, alto astral, pra cima. É até surpreendente que o álbum seja assim, já que quem acompanha a carreira de Blaze sabe os problemas pelos quais o vocalista passou nos últimos tempos, cujo principal foi a morte de sua esposa. No entanto, o disco respira vida, frescor. As composições são vibrantes, pulsam e iluminam o ambiente. Para se ter uma ideia, há até um clima meio Van Halen em alguns momentos, como na excelente “Teacher”.

A decisão de gravar o disco com a formação original foi mais do que acertada. Ao lado de Blaze estão o guitarrista Jase Edwards, o baixista Jeff Hateley e o baterista Steve Danger. Inspirado por retomar a carreira da banda, o quarteto gravou o seu melhor disco. Há em Wolfsbane Save the World uma autenticidade e uma verdade difíceis de encontrar no rock atual. Blaze e sua turma produziram um trabalho transparente, onde a experiência serve de combustível.



As onze faixas formam um tracklist muito consistente, com alguns destaques. A abertura com “Blue Sky” já deixa claro a positividade do play. “Teacher” é um ótimo hard, enquanto “Buy My Pain” pisa no acelerador e tem guitarras muito bem feitas. “Smoke and Red Light” é um rockão com letra autobiográfica sobre a vida na estrada. “Live Before I Die” e “Everybody's Looking for Something” são duas pedradas, e nelas percebe-se o quanto a voz de Blaze, quando bem explorada, gera ótimos resultados. O senso de humor tipicamente inglês dos caras fica claro na faixa de encerramento, “Did It for the Money!”, onde fazem piada de si mesmos.

Wolfsbane Save the World pode não salvar o mundo, mas, sem dúvida, dá um tremendo gás na carreira do grupo, colocando-o novamente em destaque. E Blaze, mais uma vez, comprova que, além de bom vocalista, é um tremendo compositor, que sabe transitar com grande autoridade tanto pelo heavy metal quanto pelo hard rock.

Um grande disco, satisfação garantida! 

Wolfsbane - Wolfsbane Save the World (2012)
  1. Blue Sky
  2. Teacher
  3. Buy My Pain
  4. Starlight
  5. Smoke and Red Light
  6. Illusion of Love
  7. Live Before I Die
  8. Who Are You Now?
  9. Everybody's Looking For Something
  10. Child of the Sun
  11. Did It for the Money!
Collector´s Room
http://www.collectorsroom.blogspot.com
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »