Bruce: 'Ed Force One é culpa dos australianos'

Agora Bruce Dickinson tem que pilotar o avião que leva o Iron Maiden ao redor do mundo, além de acumular a função de frontman da banda – e isto é culpa da Austrália. Numa entrevista em vídeo, o vocalista explica que ele teve a idéia de juntar a banda, equipe e equipamentos num Boeing 757 customizado, porque era a única solução logística para excursionar pela Austrália.

Dickinson diz: “É tudo culpa dos Australianos, na verdade. Nós fomos cobrados a tocar na Austrália por muito tempo, mas é muito, muito longe, e o show é muito abrangente, então levamos uma equipe gigante conosco, então não dava para fazer”.

“Eu tive a idéia: apenas imagine se colocássemos todo o equipamento, toda a equipe, a banda e todo mundo num mesmo avião. Ao invés de levar um mês para fazer uma semana de shows, por causa de atrasos u qualquer outra coisa, nós poderíamos fazer uma turnê no estilo europeu – alguns shows, um dia de folga, mais alguns shows – por semanas”.

O conceito do que se tornaria o avião “Ed Force One” começou a tomar forma quando a “Astraeus”, a companhia para quem Bruce trabalha como piloto comercial, tinha um 757 disponível na hora certa. O cantor diz: “Eu coloquei as manguinhas de fora – ‘alguma chance de nos emprestar’? Depois o equipamento não cabia, então eu falei, ‘se tirarmos os assentos no fundo do avião, podemos colocar lá’? Não foi tão simples assim, como acabamos descobrindo”.

“Acabamos com o único 757 do mundo que era uma combinação de avião de passageiros e cargueiro, com um interior bem legal. Não só é divertido, mas é bem utilitário e muito econômico também. O avião vai de A a B e fazemos o show – não há desperdício de combustível”.

Dickinson anteriormente revelou que não contou aos seus companheiros de banda e empresário que não tinha certeza se a idéia iria funcionar. Eles só descobriram quando assistiram a entrevista no filme “Flght 666”. E ainda há outro lado para a idéia: “minha esposa viaja comigo, e ela diz que nunca fica com medo quando estou pilotando um avião, mas fica petrificada quando estou dirigindo um carro. Então isto me mantém no ar e fora das estradas”.

Confira a entrevista (em inglês) abaixo:





Fonte: Rock AAA / Tradução: Imprensa Rocker
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »