Zakk Wylde fala sobre Ozzfest 2005

Charlie Steffens do KNAC.COM entrevistou recentemente Zakk Wylde (Black Label Society, Ozzy Osbourne). Segue abaixo um trecho da conversa.

KNAC.COM: Tem algo que está rolando há algum tempo que fez com que as pessoas tomassem partido, quando na verdade supostamente estamos todos do mesmo lado. Isso tem sido incentivado em outros eventos e diretamente envolveu o Iron Maiden no festival Ozzfest de 2005, em que ovos foram arremessados contra os membros da banda. Eu não estou interessado em sua opinião sobre os personagens envolvidos, mas eu gostaria de saber se tem algo que você queria que os fãs de música pesada soubessem agora que cinco anos se passaram.

Zakk Wylde: Bem, a coisa toda é ridícula. O que deveria ter ocorrido é que a Mãe [maneira como ele se refere à empresária e esposa de Ozzy Osbourne, Sharon] deveria ter falado apenas com o seu gerente e dito “Ei, olhe isso. Diga ao seu rapaz para calar a boca. E se ele mencionar mais alguma coisa, vocês estão fora da turnê." É isso aí. Estaria feito. E seu empresário, Rod [Smallwood], se aproximaria deles - porque todos eles são crescidinhos - e diria: "Cara, chega do maldito desentendimento com o chefe [Ozzy]. Para começar, a turnê é deles". E fim de conversa. Na hora que ele dissesse: "Oh, foda-se isso. Nós não precisamos de um reality show, foda-se o Ozzy, isso e aquilo, bla bla bla ..." então sabe o que fazer? Desligue a energia deles! Tem um cara sentado ao lado do palco todas as noites e no minuto em que dissessem algo ruim sobre o Ozzy, que quebrassem suas pernas e os tirassem do caminho. É isso aí. Feito.

KNAC.COM: Então era isso que estava acontecendo?

Zakk Wylde: Nunca deveria ter chegado a ovos. Se tivessem jogado ovos em mim, eu iria quebrar suas pernas, cara. Eu pararia o show ali mesmo e quem estivesse jogando ovos – iria para o necrotério. Eu não os colocaria apenas no hospital. Eu os mataria, ali mesmo. Imagino ambos os lados. Se eu fosse do Iron Maiden, eu teria ferrado algumas pessoas. E se eu descobrisse quem era o responsável por isso, seriam ferrados também. Quer dizer, eu nunca subiria num palco e tentaria interrogar quem estava a frente daquilo. De qualquer forma, tudo o que eu faria era agradecer a banda por nos permitir tocar com eles. Quando abri para Ted Nugent e Lynyrd Skynyrd, pensei, é uma honra estar tocando com esses caras. Por que eu diria algo ruim sobre eles? Você sabe o que eu quero dizer? E, além disso, você está sendo pago. É tão ridículo. É uma piada. Eu não tinha ideia. Era como, "que seja, cara". Eu estou lhe dizendo agora - da maneira que eu teria lidado com isso seria: "Ei cara, diga ao seu cantor para calar a boca com o rabo entre as pernas ou eu vou quebrar sua maldita garganta. Eu vou quebrar as pernas dele primeiro e então sua maldita garganta. Então você não terá cantor. Para que ele não possa dizer merdas. Jogar ovos? Cortarei a sua garganta, cara". Eu diria, "foda-se você! Atirar ovos? Você está brincando comigo? Estamos na segunda série? Vamos lá. Jogar ovos? Jogue granadas agora. Seu filho da mãe". Aquela coisa toda nunca deveria ter acontecido. É, deveria ter sido: "Diga para ele calar a boca ou está fora da excursão." Só isso. Então, o gerente teria dito: "Cara, chega de falar e de covardia no palco." Quero dizer, quantos anos temos aqui, cara? Quantos anos tem o Bruce Dickinson? Você esperaria isso de alguém de 18 anos, como em “Battle of the Bands” na escola. O que você pensa disso?

KNAC.COM: Eu estava lá durante todo o dia e toda aquela noite em San Bernardino, realmente gostando da coisa toda, até o ponto do arremesso dos ovos. E eu voltei a curtir o show depois. Quando Black Sabbath subiu no palco e tocou suas músicas, foram totalmente profissionais, é claro. Ozzy não disse nada...

Zakk Wylde: Eu garanto a você que Ozzy nem sequer sabe o que aconteceu. Eu estou lhe dizendo. Eu sei que ele não sabia.

Fonte: Whiplash!
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »