Review: Iron Maiden em Edmonton!

Em seu segundo show no Canadá, o Iron Maiden conseguiu atrair mais de 14 mil fãs ao Rexall Place em Edmonton, capital da província de Alberta. Confira o setlist do show!

01. The Wicker Man
02. Ghost Of The Navigator
03. Wrathchild
04. El Dorado
05. Dance Of Death
06. The Reincarnation Of Benjamin Breeg
07. These Colours Don't Run
08. Blood Brothers
09. Wildest Dreams
10. No More Lies
11. Brave New World
12. Fear Of The Dark
13. Iron Maiden
14. The Number of the Beast
15. Hallowed Be Thy Name
16. Running Free


O Edmonton Journal publicou uma resenha da apresentação que o Iron Maiden fez no sábado dia 26 de Junho no Rexall Place - Confira alguns trechos do texto de Tom Murray.

"É impressionante quando uma banda de rock continua lotando arenas aos trinta anos de carreira, ainda mais impressionante quando esta banda continua a trazer novos fãs... O Iron Maiden já não está mais na vanguarda do gênero como quando eles estavam irritando os grupos religiosos no início dos anos 80, mas ainda atrai os mais jovens, juntamente com os fãs mais velhos... e fãs de ambas as idades mostraram sua devoção no sábado à noite, cantando junto por um pouco mais de duas horas de um show fortemente inspirado nos últimos álbuns da banda.

A abertura foi com 'The Wicker Man' e 'Ghost of the Navigator' ambas do álbum Brave New World de 2000, com o Maiden evitando os seus maiores hits... aqueles que queriam ouvir 'Rime Of The Ancient Mariner' poderiam estar desapontados, mas para a maioria dos 14 mil presentes este não era um problema...

Canções como 'Wildest Dreams' e 'These Colors Don't Run' cheias de linhas de guitarra memoráveis e melódicas funcionam tanto quanto a sua velocidade e intensidade... o novo single 'El Dorado' foi tratado como um clássico instantâneo pelos fiéis...

É difícil acreditar que o Maiden poderia ter sido ainda mais vibrante quando eles estavam no auge no início dos anos 80; verdadeiramente os deuses do metal devem ter dotado aos seis membros poderes que vão além dos meros mortais."

Confira a resenha na íntegra (em inglês)
http://www.edmontonjournal.com
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »