Colombiano resgatado das FARC é fã do Maiden

Há algumas semanas atrás o oficial do exército colombiano Pablo Emilio Moncayo, que estava refém das FARC há 12 anos, foi libertado pela guerrilha. O caso teve extrema repercussão na midia mundial.

O oficial foi sequestrado em dezembro de 1997 - apenas 18 meses depois de ter ingressado no Exército - junto com outros 17 soldados, em um ataque da guerrilha a uma base de operações do exército colombiano no distrito de Nariño. Dez militares morreram durante o enfrentamento com os rebeldes. Deste grupo de sequestrados, 16 militares já foram soltos.

O sequestro de Pablo Emilio ganhou projeção internacional em junho de 2007, quando seu pai, o professor Gustavo Moncayo, realizou uma caminhada de 46 dias do distrito colombiano de Nariño à capital Bogotá para exigir do presidente Álvaro Uribe celeridade no processo de soltura de seu filho e dos demais reféns da guerrilha. Desde então, Gustavo Moncayo passou a ser conhecido como o "Caminhante pela Paz".

Entretanto, o que pouca gente sabe é que Pablo é fã dos ingleses do IRON MAIDEN. Durante o período em que esteve refém Pablo escreveu algumas cartas a sua familia e em 2001. Na época do Natal Pablo conseguiu escrever a seus pais e irmãs uma carta que dizia, dentre outras coisas:
"Eu quero desejar-lhes boas férias... E um dia eu estarei de volta com todos vocês...E por favor, tomem conta dos meus CDs do Iron Maiden".
Pablo Moncayo é o sequestrado que por mais tempo esteve em poder das Farc.

Fonte: Whiplash / The Guardian
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »