Iron Maiden e Monty Python

Recentemente Bruce Dickinson esteve em Nova Iorque para a premier do documentário "Monty Python: Almost The Truth (The Lawyer’s Cut)". Durante o evento, Bruce foi entrevistado por Bryan Reesman para o website Attention Deficit Delirium, onde comentou o quanto o trabalho do grupo de comediantes influenciou não somente sua carreira, mas sua vida como um todo.

Para quem não sabe, Monty Phyton era um grupo de comediantes britânicos que tinham um programa de TV que era veiculado pela BBC. Os integrantes do Iron Maiden sempre foram fãs declarados da troupe. Um de seus integrantes, Graham Chapman, aparece no videoclip da música "Can I Play With Madness", que, inclusive, foi dirigido por Julian Doyle. Doyle foi editor de efeitos visuais no filme "A Vida de Brian", além de ter sido diretor e co-roteirista de "Chemical Wedding", que foi escrito por Bruce Dickinson.

É do conhecimento de todos os fãs do Maiden a tradição da banda de encerrar seus shows com "Always Look On The Bright Side Of Life". Essa música está presente no filme "A Vida de Brian".

Durante os anos de 1969 até 1974, a troupe do Monty Python fizeram um estrondoso sucesso na Inglaterra com seu humor inteligente e refinado. Sucesso esse que infelizmente nunca teve seu devido reconhecimento em nosso país, onde impera o humor de mau gosto e sem conteúdo (salve raríssimas excessões). Alguns dos filmes mais conhecidos de Monty Phyton: "Em Busca do Cálice Sagrado", "O Sentido da Vida", "A Vida de Brian".

Na entrevista para o Attention Deficit Delirium, Bruce conta que a primeira vez que assistiu aos humorístas foi quando ainda tinha 12 anos e que isso foi algo que marcou sua infância.

Confira a entrevista na íntegra (em inglês):
http://bryanreesman.com



Fonte: Blabbermouth / IMBNotícias
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »