Rhapsody Blog: entrevista com Nicko McBrain

Jen Guyre, do Rhapsody Blog, conduziu recentemente uma entrevista com o baterista do IRON MAIDEN, Nicko McBrain. Um trecho da conversa pode ser visto abaixo.

Rhapsody Blog: Conte-nos sobre "Flight 666".

McBrain: "O que eu posso dizer, além de 'mas que grande filme'? Um punhado de 'hooligans' na estrada, e nós tivemos mais um punhado de 'hooligans criadores de documentários' conosco, filmando tudo. Foi como um misto de emoções e um pouco de preocupação sobre ter alguém vindo e vivendo conosco na estrada com uma câmera por dois meses, porque nós somos pessoas reservadas. Mas foi uma tour muito histórica. Nenhuma outra banda no mundo customizou um 757 para levar 12 toneladas de equipamento e para servir à equipe, à banda, aos amigos, à mídia e tudo mais, nós decidimos documentar isso. Então foi sugerido que nós levássemos esses caras para ver um pouco sobre o trabalho do Iron Maiden, o que todo mundo faz na rotina da tour. Não é mais um DVD do MAIDEN tocando ao vivo em algum lugar; É a filmagem de um documentário/concerto, [que documenta] a aventura que nós tivemos, chamada de 'Somewhere Back in Time'. E Sam Dunn e Scotty McFadyen fizeram um trabalho absolutamente fenômenal para nós. Apesar de nós hesitarmos sobre leva-los conosco, nós somos orgulhosos de dizer que agora eles são parte da família".

Rhapsody Blog: O que você achou do filme?

McBrain: É impressionante - brilhante. Não só os pequenos trechos sobre o que nós fazemos no nosso tempo livre (o documentário mostra algumas cenas conosco nos divertindo e tudo mais), mas a filmagem dos shows - a filmagem dos concertos mesmo - eu nunca vi nada tão incrível do Iron Maiden no passado. Até o 'Rock in Rio', que tem uma filmagem sensacional, não tem a mesma qualidade de... Eu não sei o que é, não consigo apontar uma coisa; eles simplesmente fizeram um trabalho esplêndido. Eles realmente fizeram todos aparecerem muito bem - especialmente o baterista, quero dizer, ele é um sujeito bonitão de qualquer jeito, mas... [risos]".

Rhapsody Blog: O que você espera que o fãs levem desse filme?

McBrain: "É bem o jeito que o Iron Maiden realmente é. Eles podem ver os trabalhos internos do IRON MAIDEN; eles podem ver o sangue, suor e lágrimas, e eu acho que eles também levam o que eles [os fãs] significam para nós. Para mim, esse filme é sobre os fãs, realmente é - ele mostra o amor, a paixão, o suor, a melancolia. E mostra que nós fazemos as coisas com paixão e que acreditamos na essência do Iron Maiden, que somos as seis pessoas subindo no palco e tocando".

Rhapsody Blog: E vocês realmente se relacionam como uma família...

McBrain: "Eu estou há 26 anos na banda - ainda não ganhei o meu relógio de ouro de 25 anos, e estou realmente ficando puto por causa disso [risos] - não, mas isso mostra como nós acreditamos individualmente e coletivamente no IRON MAIDEN: nós amamos a música. Eu tenho essa velha analogia: é como um caso de amor, e o sexo é a música e, nesse caso é muito como isso. É claro que nós temos nossos altos e baixos - não tem nada realmente no filme que mostre que estamos brigando. As brigas são normalmente muito triviais; acho que só houve uma ou duas vezes em que o temperamento subiu. É simplesmente total respeito e amor, sabe? A energia e o elo do Iron Maiden é a música, e nós realmente nos damos bem um com o outro. EU amo todos esses caras. Não é nada gay - eu posso abraçar eles e beijar eles na bochecha, mas sem língua [rindo muito]. Mas você sabe, tem uma coisa - quando você é jovem e começa a tocar música, você toca com muitas pessoas e às vezes tem que se esforçar para a sua música sair. Nós estamos todos no mesmo nível musical. Ninguém está abaixo de ninguém. Todos são iguais no que estão fazendo porque cada um é uma parte do outro; nós somos 1/6 cada um. E isso, eu acho, é a diferença - isso e o fato da classe, da qualidade... Para mim é isso".

Rhapsody Blog
http://blog.rhapsody.com
Tradução: Whiplash
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »