Iron Maiden: uma história de proximidade com o Brasil

Por Ronaldo Costa - Whiplash

Embora já contasse com inúmeros fãs no Brasil antes de sua primeira visita ao país, o que se costuma dizer é que a forte relação entre o IRON MAIDEN e os fãs brasileiros criou suas bases em 1985, quando a banda desembarcou em terras tupiniquins para sua apresentação no 'Rock In Rio'. Na época, o Brasil definitivamente não estava na rota de shows e turnês de grandes artistas internacionais, sobretudo do rock.

Obviamente, alguns shows aconteciam, mas eram eventos isolados. Não havia uma agenda de shows, como a que se observa hoje, com apresentações de artistas consagrados ou revelações no país quase todos os meses.O fato é que a Donzela não era a atração principal de sua noite (tarefa realizada de forma espetacular pelo QUEEN) mas fez uma apresentação histórica e deixou uma excelente impressão naqueles que puderam ir ao show, assistir pela TV ou até mesmo ver as gravações do concerto posteriormente, tido até hoje como o maior público da banda em um show e que, segundo relato dos próprios integrantes, fez com que os mesmos percebecem pela primeira vez o tamanho ao qual o Maiden havia chegado. Não bastasse isso, a impressionante discografia da banda e sua popularidade e importância cada vez maiores dentro do ambiente do heavy metal em todo o mundo fizeram com que o número de admiradores de Steve Harris e cia se espalhasse rapida e progressivamente.

Os brasileiros tiveram que esperar por um longo período de 7 anos até terem uma nova oportunidade de conferir a banda ao vivo, já que a mesma retornaria ao país apenas na segunda metade de 1992, na turnê de divulgação do álbum "Fear Of The Dark", com apresentações memoráveis no Rio, São Paulo e Porto Alegre. Com a posterior saída de Bruce Dickinson e chegada de Blaze Bayley, a banda só lançaria um novo disco em 1995 ("The X Factor") e seria na turnê de divulgação desse trabalho que fariam sua terceira visita ao Brasil, em 1996, com destaque para a apresentação no festival "Mosters Of Rock", onde a banda foi a atração principal, tocando ao lado de nomes como Helloween, King Diamond, Biohazard, Raimundos, Motörhead e Skid Row. Bayley causou certa estranheza e narizes torcidos entre alguns fãs mais radicais mas, no geral, a apresentação foi bem aceita na época pela maioria do público.

Dois anos depois, em 1998, a Donzela voltaria ao Brasil com a conturbada turnê de divulgação do disco "Virtual XI", onde houve até mesmo o cancelamento de um show em Campinas. Embora os shows ainda contassem com uma carga de energia superior à da maior parte das bandas de heavy metal, já se percebia uma certa diferença na reação do público, chegando ao ponto de, em alguns lugares, a banda não retornar para o bis.

Com a bombástica notícia da saída de Blaze Bayley e a volta de Bruce Dickinson e Adrian Smith ao Maiden no ano seguinte, o mundo inteiro passou a aguardar ansiosamente pela turnê de retorno da formação clássica e por um novo álbum. Pouco tempo após o anúncio da volta, Bruce Dickinson veio ao Brasil para alguns shows (de onde foi gravado o CD ao vivo "Scream For Me Brazil") com sua banda solo. A euforia absurda observada na plateia durante as apresentações já dava ideia do que esperar. Após especulações de que a banda se apresentaria no Brasil em agosto de 2000, na turnê do celebrado álbum "Brave New World", veio a notícia de que o Maiden estava confirmado como uma das atrações principais da terceira edição do "Rock In Rio", em janeiro de 2001. O grupo pediu desculpas aos fãs de outras cidades por fazer um único show no Brasil. No entanto, a banda levantou o público com uma apresentação maravilhosa, com ingressos esgotados, considerada um dos melhores shows daquele festival até mesmo pela imprensa não especializada. Dali sairiam o álbum duplo ao vivo e o DVD "Rock In Rio", com a íntegra do concerto.

Em 2003, o IRON MAIDEN lança o segundo álbum com a atual formação, "Dance Of Death", cuja turnê chegaria ao Brasil no início de 2004, com shows no Rio de Janeiro e São Paulo, onde a reação do público a cada música foi classificada na época como uma 'catarse coletiva', dado o grau de euforia observado nas apresentações. Quando a banda anunciou para 2006 o lançamento de um novo disco e turnê, a maioria imaginou que a banda visitaria o país mais uma vez. No entanto, a "A Matter of Life And Death World Tour" não passou pelo Brasil. Em 2007 a banda anuncia uma nova 'perna' da turnê, com apresentações em países que nunca haviam sido visitados pela banda, além de shows em alguns dos principais festivais de verão na Europa, mesclando o setlist executado até então com algumas músicas do álbum "The Number Of The Beast", em comemoração aos 25 anos do lançamento do disco. Surgiram novos boatos de que a banda enfim marcaria novas apresentações no Brasil, fato que não se confirmou. No mesmo ano de 2007 vem a surpresa: o grupo anuncia uma mega-turnê mundial para 2008, onde tocaria apenas músicas de seus álbuns dos anos 80, para que os fãs mais jovens tivessem a oportunidade de ver a banda executando alguns clássicos dessa época, que nem sempre constavam nos setlits. Em março de 2008, o Maiden desembarca novamente no Brasil com a "Somewhere Back In Time World Tour", com apresentações históricas em São Paulo, Curitiba e Porto Alegre. No palco, o vocalista Bruce Dickinson promete que a banda retornaria em 1 ano com um show completo. Muitos consideraram que talvez a banda retornasse com a turnê de um novo álbum, mas no fim do ano o grupo divulga que faria uma última parte da turnê, onde visitariam locais que ficaram de fora no início da tour, além de tocar mais músicas dos 4 primeiros álbuns.

Agora o Brasil está a menos de 1 semana de mais uma visita do IRON MAIDEN, dessa vez com a maior turnê já realizada no país com relação a quantidade de shows, haja visto que serão 6 apresentações. Além disso, há a promessa de serem estes os maiores shows da banda até hoje no país em termos de produção, já que o plano é trazer o palco completo, com toda a iluminação e efeitos usados nas apresentações na Europa. Os headbangers brazucas agradecem.
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »